Comendo A Namorada Bucetuda

61 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

61 seg

Categoria:

Tag:

Comendo A Namorada Bucetuda

Comendo A Namorada Bucetuda

Eu rebati, dizendo que ele já estava comendo minha mãe e ainda queria privilégio.

Nesse dia, especificamente, eu selecionei um filme com uma carga mais forte de erotismo de propósito.

Chegando lá, a mãe da Julia disse que estava sem grana pra fazer nada. Nos encontramos e ele me deu um beijo, aquela boca maravilhosa de lábios extremamente largos… que delícia.

GOZEI! O pau dele escapou pra fora de mim e em ondas soltei jatos transparente e inodoros, era meu orgasmo anal se manifestando. Magrinha, mas com um corpo bonito, cabelos longos ondulados, cintura fina (mesmo sendo magra, é visível o contorno “violão”), seios pequenos mas com volume suficiente, uma bunda bem redondinha, e pernas até grossas para seu peso. Bem, nas aulas que ministro procuro ser acessível a todos, sempre tirando dúvidas e dando dicas, costumo ir além de dicas literárias pois sou muito ligado a música e cinema, então procuro recomendar boas bandas e bons filmes também, assim normalmente minhas aulas tem um clima agradável sem eu deixar de ser exigente em provas, trabalhos e seminários.

– Calma, tio, preciso conversar com você.

eu so estava aguardando um sinal dele para tal ação, e fui de quarto rebolando mostrando o quanto estava feliz em estar com ele, deitei no chão proximo aos pés dele, e fiquei quietinha. Rapidamente se afastou e discretamente pude ver que de fato meu vestido estava umedecido, mas ele não gozara diretamente na minha roupa, certamente havia vazado. Logo a língua dela foi substituída pelo seu dedo.

Com a Patrícia grudada ao lado deles, observando cada gesto, ele começou a beijar as nádegas da namorada.

Sua cabeça estava encostada na minha, eu exalava seu aroma sutil, que me deixava mais louco. Resolvi sair de casa, entrei no elevador e quem estava? A japa, logo meu pau ja endureceu e cumprimentei ela dando um abraço bem apertado, ela estava usando uma mini saia muito colada, ja que tinhamos um pouco de intimidade resolvi abraça-la por tras, meu pau estava latejando naquela bunda.