Loira Perfeita de Floripa Dançando e Mostrando a Xota

visualizações

45 seg

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Loira Perfeita de Floripa Dançando e Mostrando a Xota

Loira Perfeita de Floripa Dançando e Mostrando a Xota

e enquanto ela fritava as batatinhas, ele a arretavapor trás, dançando com ela.

Quando estava saindo, deixou,”sem querer”, cair uma folha de papel que se abaixou para pegar, mostrando seu reguinho sem calcinha. Lídia com aquela mini saia estava deliciosa e também coloquei as mãos na cintura dela e fiquei acariciando aquela barriguinha malhadinha, gostosa…Nisso Eliana deu a idéia de vermos televisão o quarto de nossos pais,lembrando que lá havia uma telão e seria melhor ficarmos mais à vontade,deitados naquela cama enorme. Ela é uma loira de cabelos cacheados, magrinha com peitos pequenos, uma bunda deliciosa e uma buceta greludinha.

Teve um dia que fui conhecer florianopolis e convidamos este casal para ir conosco, porém o Carlos tinha um compromisso de trabalho e iria ter que ir a são paulo, mas insistiu para que sua namorada fosse dar um passeio, como minha esposa estava já super amiga da Fabiana achei até lega aquela maravilha ir junto, Partimos para lá cedo e chegando em Floripa que é um lugar muito lindo, fomos conhecer as praias que são maravilhosas, estava um dia de sol espetacular, e mais espetacular foi ver a Fabiana de biquine, que mulher gostosa e linda, para se ter uma ideia a praia parou quando ela tirou a roupa eu até fui dar um mergulho para esfriar, mas ficamos lá o dia inteiro curtindo tudo, depois fizemos um tour pela praias mais conhecidas e voltamos para casa.

Quando estava sozinho com ela em casa eu a chamei para minha sala, no começo eu fiquei pelado é como sempre fiz ela passar a língua bem botãozinho no meu pau e na minhas bolas, me deixando muito excitado, enquanto ela fazia isso eu ia acariciando ela louquinho para foder aquela buceta gostosa que eu tanto cuidei e limpei tantas vezes, pois é, quando eu já estava morrendo de tesão eu a peguei e fui dando beijinhos nela para agradar até colocar ela empinadinha pra mim no sofá, ela me olhava como se quisesse dizer “finalmente você vai me comer gostoso né papai?” Ela piscava o cuzinho e mexia a bucetinha de um jeito excitante para mim, foi ai que eu a masturbeu e comecei abrir caminho com meus dedos para que depois eu pudesse colocar meu pau bem fundo, ela me olhava de um jeitinho lindo e era perceptivo que ela estava amando aquilo é estava extremamente excitada também assim como eu, bom eu fui colocando meu pau de vagarinho nela até conseguir meter tudo, eu segurava o quadril dela pra que pudesse terminar de colocar foi tão gostoso a primeira entrada pq ela estava quentinha e sim já estava molhadinha quase gozando, eu comecei fazer os movimentos de vai e vem metendo bem gostoso e cada vez mais fundo e com força, estava um tesão louco comer minha Dálmata de 4 e meu Pinto deslizava lisinho na buceta dela como se eu tivesse passado lubrificante, mas não, o único lubrificante era o gozo dela, bom eu continuei metendo até que resolvi fazer Éka deitar de ladinho comigo, bom a palavra “fazer” é um pouco forte pq eu fui virando e ela foi virando junto como se quisesse que eu a comece de ladinho, foi ai que eu comecei a caríciar de novo sem parar de meter, fui dando beijinhos nela e a deixando bem relaxada, estava muito gostoso e eu já tinha perdido a noção do tempo mas nada mais importava pq o prazer estava demais, eu comecei a colocar e tirar meu Pinto de dentro da buceta dela até que eu resolvi comer também o cu dela, eu fui metendo e metendo e metendo com tanta vontade que estava a ponto de gozar já, mas como meu fetiche ainda não tinha acabado e minha vontade era poder gozar dentro dela, eu já estava quente, suando e delirando de prazer, eu continuei com o ato até não aguentar mais e gozar bem gostoso naquele cuzinho maravilhoso, após isso eu fui tirando meu pau de vagar e pode ver aquela goza maravilhosa no vizinho dela, eu sorri e olhei pra ela fazendo carrinhos e ela me olhava como se quisesse me agradecer, logo após ela passou a língua novamente no meu pau e só depois fui lamber a própria buceta e seu cu (típico de cachorro mesmo). – “Seu safado, você quer comer minha amiga, é… então vai ter que me chupar, vai me fazer gozar com a sua boca… vem, seu puto… assim, chupa gostoso, chupa…”Marcos seguia metendo na Patrícia, e chupava como dava a boceta da Amanda.

Abriu a torneira e… cadê a água? Nada de sair, nem uma gotinha…Telefonou para o porteiro. Aquela bucetinha rosada e suculenta é perfeita para se cair de boca! Comecei a lambuzar o cuzinho, passar o dedo em volta.