Novinha putinha trepadeira fode muito essa safada olha como ela mete na buceta

visualizações

6 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Novinha putinha trepadeira fode muito essa safada olha como ela mete na buceta

Novinha putinha trepadeira fode muito essa safada olha como ela mete na buceta

Ela me recebeu em prantos de alegria porque ia fazia alguns meses que eu estava em uma cidade diferente da dela, e ela não tinha tempo pra me visitar, por conta que ela também trabalha a muito. "– Deixa eu bater mais um pouquinho, por favor… – pedi com voz de putinha encostando minha cabeça no lado do peito dele – se você não quiser gozar de novo, eu paro… deixa, vai, por favor…Caraca, maluco, me deu um medo!! “Vai que essa cara me pega à força no meio do mato”!!! Eu não tinha pra onde correr, ele era alto e forte. Eu ensinava a ele como fazer o movimento com a língua, a velocidade, a sensibilidade.

Para fazer um streeptese para esse homarada toda.

gente que sensaçao fiquei estatico depois que ela me contou tudo isso pois ela disse que nese dia foi so nao rolou pau na buceta coisa que rolaria depois de trinta dias,pedi a ela que a deixa sse fodela e nao aguentei mai que vinte minutos metendo nela de quatro inundei a buceta de minha esposa omaginando tudo que ela me contou ate aproxima gente,,,""-NÃO.

Ele entao começou a passar a mão na minha coxa e começou a subir chegando ate minha bucetinha, eu me contorci na cadeira e sussurrei no ouvido dele:– olha como a sua safada ta molhadinha pra você.

Não acreditava que aquela gatinha, pequenina e novinha pudesse ser tão safada. No outro dia encontrei a Eloisa sozinha na faculdade, ela me disse que Bruna tinha ficado em casa pois iria para uma entrevista de emprego.

Por outro lado eu me satisfazia com meu irmão e sofria a simpática chantagem de Rafer, de vez em quando. Tinha certeza que ela estava sentindo meu pau pressionando sua perna. – Diga lá, meu parceiro, é coisa boa? Disse ele rindo.

ENQUANTO A TOCAVA EU A BEIJEI E ELA GEMEU ME PEDINDO PRA EU FAZER ELA GOZAR DESCI SUGUEI SEU SEIO E FUI ATE A SUA BUCETA MOLHADA LAMBENDO E SUGANDO AQUELE DOCE SUCO QUE DESCIA DELA PRA MINHA BOCA QUE SABOR MARAVILHOSO ELA TINHA.