Vídeo porno amador loira sapeca tomando banho com vizinho de barretos – sp

visualizações

16 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Vídeo porno amador loira sapeca tomando banho com vizinho de barretos – sp

Vídeo porno amador loira sapeca tomando banho com vizinho de barretos – sp

Quando terminou de gozar, ele me beijou e disse:– Adorei lindona, e continua tomando seus comprimidos porque amo gozar dentro de você.

Nessa hora me veio na mente meu primo Alberto, e logo entendi o que tinha ocorrido dias atrás:Quando fui pro banheiro, ele aproveitou e foi pegar algumas calcinhas(com certeza não foi a única vez que ele fez isso), ele só não imaginava que eu ia me vestir no quarto da minha mãe e nem que eu iria demorar tão pouco tempo no banho.

Ela era um tesão, e a Patrícia nunca reparara nisso, talvez pelas roupas que a loira usava. Eu estava na sala de aula da faculdade,não me aguentando de tesão e olhava para um branquinho nerd magro do meu lado e começa a me masturbar mas sem ele ver,eu estava louca de tesão chupando meus labios,e escrevi em um papel temos que agilizar nosso seminário da semana que vem,e fomos a sala de multimidia e eu cheguei la e subornei o professor dei 50 reais na mão dele e disse tranca a sala,ele saiu trancou a porta eu apaguei as luzes e liguei computadores aleatorios e comecei a pesquisar videos pornos neles e aumentei o volume do som dos gemidos das mulheres olhei para ele e lambi os beissos e ele apertou a mão no pau quando eu tirei a blusa e comecei a imitar as mulheres dos videos puchei ele e comecei a gemer no ouvido dele… Ele não sabia o que fazer então dominei ele sentei na cadeira sentei no colo dele e esfreguei meus peitos no rosto dele bem rapido ate que ele abriu a boca começou a chupar meu biquinho e com a outra mão ficava puchando a ponta do outro biquinho,eu gemi tanto,gozei não aguentei,depois fui descendo a mão comecei a masturbar ele bem devagar e comecei aumentar a velocidade e ate que ele começou a se contorcer na cadeira e depois comecei a chupar na mesma velocidade e ele encheu minha boca de porra eu engoli tudo encostei na mesa desci a calça e abri as pernas puchei ele pela camisa que veio logo chupando minha buceta e enquanto ele chupa eu gozava e gemia alto não aguento fiquei de quatro e ele começou a meter em mim tampou minha boca e mandou eu fazer silêncio “vadia”,e me comeu e encheu minha buceta de poha depois mandou eu mamar no pau dele e depois chupou meus peitos denovo vestiu as calças me ajudou a vestir as roupas desligou os computadores e na saida enfiou a mão na minha calcinha e saiu da sala me masturbando… Depois ele não me comeu mais para minha tristeza.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.

Não é uma festa de peão como aquela famosa de Barretos, mas dá um agito e tanto na cidadezinha!E eu tinha sido escolhida para ser uma das garotas que ficam de chapéu, botas, camisa xadrez e shortinho, desfilando e ajudando os vaqueiros depois que eles caem e se machucam um pouco. Enquanto penetrava Mari gemia e pedia mais:-AIHHAIII…assim papai…fode tua menininha…que pauzão o papai safado tem…tá bom meter na filhinha?Resolvi brincar:-Que filhinha? Não era uma putinha? Eu acho que peguei uma vadiazinha na rua, quanto você cobra mesmo…cem reais?Ela sorriu com cara de sapeca e para gozar comigo:-Vai lhe custar tres mil reais…já esqueceu?Relaxados e ela já acostumada com meu pauzão dentro dela comecei a bombar,devagar no início e depois aumentando até ela voltar a gemer e gritar demonstrando muito prazer, eu tirava quase tudo e metia rasgando, esqueci que era minha filha, alguém pode me culpar? Bombei forte como as vadias gostam e ela aguentou bem, gritando pediu mais e mais até se descontrolar em múltiplos orgasmos.

Começamos a beber e a ouvir a estória do cara;quando estávamos já alegres,Jobson já pelado sugeriu assistirmos um vídeo de sacanagem,foi aceito por todos. – Meu bem, acho que você terá de conversar com nosso vizinho, o Cláudio.